Site da Serra

Domingo, 16 de Junho de 2024
MENU

Notícias / Cotidiano

Famílias da Serra começam a receber o valor do Serra Social reajustado

O benefício passou a ser de R$ 200,00

Famílias da Serra começam a receber o valor do Serra Social reajustado
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mais de 200 pessoas participaram da cerimônia de lançamento do reajuste do Serra Social, o Programa de Complementação de Renda Familiar, e já saíram do evento, realizado no último sábado (8), com o cartão carregado, pronto para ser utilizado nas redes credenciadas do município. O valor acaba de ser reajustado para R$ 200,00, contribuindo ainda mais para garantir a segurança alimentar e nutricional de quem recebe a quantia.

O Programa é destinado a pessoas em vulnerabilidade e risco social e o investimento é da ordem de R$ 10 milhões, quase o dobro do ano passado. Isso acontece pelo aumento do benefício (antes era R$ 154,00) e também pelo número de pessoas que serão atendidas. A meta é que 4233 sejam beneficiadas. Hoje são cerca de 3000 mil.

O Serra Social tem como objetivos propiciar a cidadania, o acesso aos direitos fundamentais e as condições para melhoria da qualidade de vida do público beneficiário, visando sua emancipação e autonomia por meio de ações integradas das políticas públicas.

“O grande foco do nosso programa é exatamente proporcionar essa autonomia para as famílias. Não queremos comemorar o aumento do número de beneficiários e, sim, que nenhuma família mais precise de um programa de transferência de renda, porque tem condições de caminhar com suas próprias pernas. Para isso, é preciso investir em políticas públicas em várias áreas, começando pela educação”, enfatizou o prefeito Sergio Vidigal.

“Não acreditamos que a transferência de renda por si só seja capaz de transformar a realidade social dos beneficiários. Por isso, integramos o Programa a um conjunto de serviços e projetos da rede socioassistencial do Sistema Único de Assistência Social (Suas)”, reforçou a secretária de Assistência Social Cláudia Silva.

Para participar, o munícipe deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e agendar uma avaliação com a equipe responsável, que irá analisar se os critérios são preenchidos pelo solicitante.

Os critérios são os seguintes:

- Renda per capita de até 1/4 do salário mínimo.

- Inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

- Residência no município há mais de um ano, devidamente comprovada.

- Conter um dos seguintes públicos em sua composição familiar: crianças/adolescentes; pessoa com deficiência; gestante; pessoa com idade superior a 60 anos; pessoa com problema de saúde que a incapacite para o trabalho, comprovado por intermédio de documento subscrito por profissional de saúde (laudo, parecer ou declaração); e pessoas que tenham participado de serviços de proteção social especial.

Créditos (Imagem de capa): Edson Reis - Secom

Comentários:

Responderemos assim que possível.