Site da Serra

Quinta, 11 de agosto de 2022
MENU

Capixaba no Rolê

Filmes de 12 Estados brasileiros competem nas quatro mostras de cinema do Festival MC

O Movimento Cidade promove até o dia 17 de agosto quatro diferentes mostras de exibição audiovisual em 12 estados brasileiros

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mostras de cinema em que a diversidade norteia as obras e produtores e cineastas encontram abrigo para criar as mais plurais narrativas. Assim, o Movimento Cidade promove até o dia 17 de agosto quatro diferentes mostras de exibição audiovisual - gratuitas! - de 29 filmes produzidos em 12 estados brasileiros. 

Os conteúdos foram recebidos via edital, que recebeu mais de 420 inscrições de todo o Brasil, e foram catalogados levando em consideração os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU-UNICEF.

Em uma das mostras, a Arte, experimentos estéticos e artísticos ganham forma em filmes nos quais a realidade e a ficção se misturam, enquanto na Mostra Movimento Cidade, a transformação social é o tema central, com o objetivo de questionar e refletir através das narrativas propostas. 

A inédita Mostra Mulheres, por sua vez, apresentará videoclipes protagonizados por mulheres negras. Já na Mostra Cidade Pedal, a sustentabilidade e a mobilidade urbana são os temas centrais dos curtas. 

Entre os dias 17 de julho a 17 de agosto, o público poderá assistir a todas as mostras pelo site movimentocidade.com e votar na sua obra favorita a partir do dia 10 de agosto. As obras mais votadas irão receber premiação em dinheiro, que somada, chega a R$14 mil. 

Além da exibição on-line, os filmes serão projetados no Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, em Vitória, nos dias 19, 20 e 21 de agosto, como parte da programação do Festival MC. A programação completa também pode ser acessada no site. 

As mostras

Repleto de experimentos estéticos, artísticos e recursos sonoros e visuais, a Mostra Movimento Cidade apresenta ao público as demandas sociais do Brasil, com vídeos de artistas capixabas e dos estados de Sergipe, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. 

Com uma programação de grande diversidade temática e estética, a mostra apresenta de videodanças a documentários, abordando temas como redução das desigualdades, cidades de comunidades sustentáveis e igualdade de gênero. 

A Mostra Cidade Pedal, por sua vez, é voltada para a sustentabilidade, para o convívio nas cidades e para a mobilidade urbana. Abordando temas como o trabalho decente e o crescimento econômico, vida terrestre, consumo e produção responsáveis, além de igualdade de gênero; a mostra recebe produções do Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Amazonas e Santa Catarina.

Inovando no jeito de contar histórias e narrativas audiovisuais, a Mostra Arte apresenta ao espectador uma visão crítica e inovadora sobre as cidades, com obras híbridas de documentário e videoarte, animação, ficção e experimentais, com produções brasileiras dos dois últimos anos – com foco os processos criativos e seus desdobramentos. 

Ao todo são seis obras, dos estados do Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Já na Mostra Mulheres o público é apresentado a seis videoclipes protagonizados ou realizados por mulheres negras. Essa é a primeira vez que a mostra é apresentada ao público.

Festival MC

As mostras de filmes fazem parte do Festival MC, que em 2022 está em sua 4ª edição, e acontece nos dias 19, 20 e 21 de agosto, no Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, com entrada gratuita. Além das exibições, o festival tem uma programação recheada de muita música, oficinas e bate-papos – sempre focados em reflexões sobre a ocupação sustentável das cidades. 

O festival ainda traz para a capital mais de 17 atrações musicais, entre elas Emicida, Budah, Cesar MC, Majur, Rachel Reis, Bixarte, FBC & Vhoor, Totô de Babalong e Alinne Garruth. 

Para acessar os shows, o público precisará retirar ingressos de forma on-line - até dois por CPF. A data de início das retiradas ainda será divulgada. 

O Festival MC tem patrocínio master da Shell. É patrocinado pelo Nubank, Meta, ArcelorMittal, EDP, Realcafé, Grupo Águia Branca, Wilson Sons, Decolores e Patrus Transportes. Tem parceria do Governo do Estado do Espírito Santo, por meio da TV Educativa e da Secretaria da Cultura (Secult). É uma realização da Caju Produções, Voe Produções e Puri Produções e da Secretaria Especial de Cultura - Ministério do Turismo - Governo Federal. O projeto também conta com recursos da LICC - Lei de Incentivo à Cultura Capixaba.

FILMES DA MOSTRA MOVIMENTO CIDADE

Abjetas 288, de Júlia da Costa e Renata Mourão (SE), 2021, Ficção.
Acesso, de Julia Leite (SP), 2021, Documentário.
Airão Velho, Sayonara, de Sandro Vilanova (DF), 2020, Documentário Experimental.
Arreda Homem que Chegou Mulher, de Renata Monte (CE), 2021, Documentário.
Cidade Sempre Nova, de Jefferson Cabral (RN), 2021, Experimental.
Ímã de Geladeira, de Carolen Meneses e Sidjonathas Araújo, (SE), 2022, Ficção.
Inabitáveis, de Anderson Bardot (ES), 2020, Ficção.
Jardim da Testiculosa - Prainha das Travestis, de Ruck
Ruína do Futuro, de Dorottya Czakó (ES), 2022, Videodança.
Madrugada, de Leonardo da Rosa e Gianluca Cozza (RS), 2022, Documentário.

FILMES DA MOSTRA CIDADE PEDAL

A Represa é o Meu Quintal, de Bruna Carvalho Almeida (SP), 2022, Documentário.
Belo Horizonte, Mulheres e Bicicletas, de Maria Mourão (MG), 2021, Documentário.
Bike Som, de Felipe Pamplona (PA), 2021, Documentário.
Jamary, de Begê Muniz (AM), 2021, Ficção, 12 anos.
Nonna, de Maria Augusta V. Nunes (SC), 2021, Animação.
Rocha Matriz, de Miro Soares e Gabriel Menotti (ES), 2020, Experimental.

FILMES DA MOSTRA ARTE

Bestiário Invisível, de Tati Rabelo & Rod Linhales (ES), 2021. Videoarte.
Castelo da Xelita, de Lara Ovídio (RN/RJ), 2022, Ficção.
Controle de Tráfego, de Jackson Abacatu (MG), 2021, Experimental.
O Elemento Tinta, de Luiz Maudonnet & Iuri Salles (SP), 2022, Documentário.
Modelo Morto, Modelo Vivo (SP), de Leona Jhovs e Iuri Bermudes, 2020, Ficção.
Tranzmutações Pandemykaz, de André Lu, Carol Carvalho, Gabs Ambròzia, Pedra Homem, Quebrantxy e Oru Florydo (SP), 2021, Videoarte.

FILMES DA MOSTRA MULHERES

Layla Arruda - Ni una a menos, de Daniel Lupo (SP), 2021;
RENNA feat. "Gabi Benedita - Lamento de Força Travesti", de RENNA (PE), 2022;
Batidão - Enme, de Jessica Lauane, 2020;
Quero Mais - Budah, de Patrik Braga (ES), 2021.
Xuxu ComXis - “Bxd Existe” ADRIELLE VIEIRA AND TIAGO TK, de PAMELA OHNITRAM (RJ), 2021.
"Isis Broken - Ararinha da Viola" de Letícia Pires (SE), 2021.
a de Lacaia (ES), 2021, Videoarte.
Kikazaru, de Matheus Cabral (ES), 2021, Experimental.

Créditos (Imagem de capa): Francisco Xavier

Comentários:

Responderemos assim que possível.