Site da Serra

Segunda, 27 de junho de 2022
MENU

Geral

Procedimentos estéticos não invasivos ganham espaço na sociedade

Diversos são os procedimentos não invasivos em voga hoje em dia. Albanete Costa, biomédica esteta, afirma que tais procedimentos têm bastante adesão, pois causa mínimo dano à integridade física do paciente

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Alguns procedimentos estéticos têm ganhado cada vez mais espaço na sociedade e se tornaram fenômenos entre uma parcela da população. Os “procedimentos minimamente invasivos”, como são chamados, têm a característica de inferir o mínimo de dano na integridade física do paciente, sem expor tecidos e órgãos internos. 

Tais procedimentos ganharam apreço popular relevante quando aplicados em soluções estéticas tais como aplicação de toxina botulínica, preenchimento com ácido hialurônico, bioestimuladores de colágeno, entre outros.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mais de 1,5 milhão de procedimentos estéticos são feitos todos os anos. Nesses dois últimos anos de pandemia, a aplicação de botox foi o procedimento mais procurado a partir da abertura das clínicas estéticas, seguido pela aplicação de ácido hialurônico. Tais procedimentos podem ser incentivados a partir de padrões midiáticos cada vez mais patentes, o que alguns especialistas chamam de “efeito zoom”. 

Segundo Albanete Costa, biomédica esteta, responsável pela clínica Alba Costa Biomedicina Estética Avançada, “tais procedimentos têm ganhado força nos últimos anos em detrimento de outros procedimentos mais invasivos devido a qualidade dos resultados serem expressivas, sem necessidade de internação e centro cirúrgico, além de uma tendência de busca por resultados mais naturais e menos traumáticos”. 

Entre os procedimentos, alguns são os exemplos procurados, de acordo com Albanete: 

  • Bioestimuladores de colágeno: são substâncias aplicadas na pele  que estimulam a produção de novas fibras de colágeno. Minimizando os sinais do tempo, melhorando a flacidez e proporcionando uma pele mais uniforme.
  • Microagulhamento: também conhecido como indução percutânea, o procedimento é realizado com microagulhas que estimulam a regeneração da pele. O procedimento auxilia na flacidez, na calvície, estrias e em cicatrizes pós acne.
  • Toxina botulínica: Utilizada para proporcionar um relaxamento muscular, dessa forma as rugas formadas pelos movimentos deixam de existir não possibilitando a formação de marcas de expressão.
  • Ácido Hialurônico: É utilizado para procedimento de skinbooster que proporciona hidratação profunda, preenchimento de sulco e rugas ou remodelação dos lábios, contorno da face e etc. A diferença entre eles se dá  de acordo com a forma que o produto se apresenta.

Costa afirma também que tais procedimentos tornam-se mais acessíveis tanto na questão financeira, quanto na questão temporal, pois não é necessário afastamento das atividades profissionais, sem contar que os procedimentos não são penosos, não causam dores que precisam ser controladas com analgésicos e anti-inflamatórios mais pesados. 

A biomédica acredita, ainda, que a adesão a tais procedimentos tende a crescer cada vez mais, visto que as tecnologias na área se atualizam e cada vez mais profissionais estão se aperfeiçoando.

Para saber mais, basta acessar:Instagram @draalbacosta ou site www.albacosta.net



Website: http://www.albacosta.net

Fonte/Créditos: DINO

Responderemos assim que possível.