Site da Serra

Quarta, 10 de agosto de 2022
MENU

Viva Mais

Tecnologia importada da Alemanha moderniza cuidados bucais no Espírito Santo

Com equipamento mais modernos é possível dar adeus a diversas práticas do passado

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Imagina que você teve a coroa do dente quebrada, precisa resolver o problema com urgência e conseguiu resolver esse problemão em menos de 24 horas. Imagina também, dar adeus aquele desconforto ao precisar realizar moldagens com gesso que quase todo mundo já teve que fazer no dentista? Tudo isso - e muitos outros adventos - já são possíveis no Espírito Santo, graças a aparelhos importados da Alemanha.

"Com uma fresadora 3D, que opera em Vitória, conseguimos fazer coroa sobre dente e sobre implante. Não é como aquela prática antiga em que o técnico fica horas no motor desgastando o trabalho estético para ser colocado na boca do paciente. Esse processo é feito na fresadora alemã. E mais: é possível colocar lentes de contato dental e 'onlay' - que substitui restaurações antigas feitas com amálgamas, que deixa aquele resultado estético indesejável. Com a porcelana conseguimos alcançar resultados mais naturais, melhorando cor e estética do sorriso", narra o cirurgião dentista, Victor Padilha.

Por ser uma máquina ligada ao software, explica o especialista, é possível fazer isso com mais precisão e agilidade. "O desenho está no computador e a máquina vai reproduzir do jeito que o software deixou. Além disso ela possui uma biblioteca de dentes naturais, minimizando o erro e deixando mais assertivo", completa Padilha. "Com esses equipamentos, conseguimos realizar o que chamamos de Day Clinic, procedimento ágil e assertivo para pequenos procedimentos. O paciente faz o escaneamento do dente, encaminhamos para o laboratório e em poucas horas entregamos o resultado", continua.

Também da Alemanha, a impressora 3D vem revolucionando: "Ela serve para trabalhos estéticos. A impressora vai reproduzir: quando a gente coloca o papel na impressora, ela não reproduz o que está escrito no computador? Pois é. A gente faz um escaneamento da boca do paciente.

O software ajusta e na impressora sai o modelo do dente real do paciente e também de seu futuro sorriso. Com a impressora 3D conseguimos realizar o Test Drive do sorriso, procedimento que permite o paciente visualizar como irá ficar o seu novo sorriso. Na técnica tradicional, tem que fazer aquela moldagem na boca do paciente, o que pode ocasionar possíveis distorções e desconforto. Com a impressora, a gente não precisa disso", comemora Padilha.

Créditos (Imagem de capa): Pixabay

Comentários:

Responderemos assim que possível.