Site da Serra

Quinta, 11 de agosto de 2022
MENU

Opinião

Nem 1 segundo, 30 dias, 57 mil mortes, 1 Copa América

Esses não são só números

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Há exatos trinta dias, o ator e humorista Paulo Gustavo deixou sua família e fãs órfãos da sua genialidade, exatamente no dia em que o Brasil registrou 412 mil mortes por Covid-19, no dia 4 de maio. Ele foi mais uma vítima da Covid-19.

De lá para cá, notícias sobre os andamentos da CPI da Covid-19, vigente no Congresso Nacional, com depoimentos que só reforçam a insuportável e inadmissível falta de iniciativa pelo poder público federal, uma manifestação, em protesto contra esse fato e em solidariedade às vítimas e a triste marca de, neste dia 4 de junho, 469 mil mortes, não deram nem 1 segundo de paz aos brasileiros.

E para colocar a “cereja” nesse bolo que ninguém quer engolir, o anúncio de uma competição internacional de futebol no Brasil, imediatamente, sem pestanejar.

Na época da morte de Paulo, cheguei a comentar, por aqui mesmo, que perder alguém que, além de nos trazer sempre um alento encantado em forma de riso, é perder um brasileiro que desde o início sempre lutou pela disseminação das boas condutas de proteção, fez campanha em prol da vacina, compartilhou notícias boas e ainda, ajudou com o poder da sua fama, a quem precisava.

Paulo não foi só um número, não foi só mais um que engrossou a diferença de 412 para 469, desde o dia da sua partida. Perdemos mais um pai, irmão, amigo, cunhado, tio, mãe, primo, conhecido, vizinho, colega, desconhecido. Paulo Gustavo hoje, representou a imensidão de CPFs cancelados pela doença.

Não, esse não são só números, são o retrato da falta de informação, do diálogo, da obsessão por poder, do descaso, da intolerância, da triste realidade que é chegar em 2021 e perceber um retrocesso moral na humanidade.

Nem 1 segundo, 30 dias, 57 mil mortes, 1 Copa América. Esses, não são só números.

 

Fonte/Créditos: Opinião da autora

Créditos (Imagem de capa): Pixabay

Comentários:

Responderemos assim que possível.